AS APARIÇÕES DE JESUS RESSUSCITADO

Criar um Site Grátis Fantástico
AS APARIÇÕES DE JESUS RESSUSCITADO

ZAPA

:: As aparições de Jesus Ressuscitado ::

                                D o m J o s é F r e i r e F a l c ã o

Atestam a ressurreição de Jesus suas inúmeras aparições. Primeiro, a Maria de Magdala e às santas mulheres. Foram elas as primeiras mensageiras da Ressurreição de Cristo. Mensageiras junto aos próprios apóstolos.

Depois, a aparição a Pedro e aos Doze. Pedro foi o primeiro dos apóstolos a ver Jesus ressuscitado. Porque devia ele confirmar a fé de seus irmãos.

É baseado no testemunho de Pedro que a comunidade cristã primitiva podia dizer: "É verdade! O Senhor ressuscitou e apareceu a Simão" (Lc 24,34). Paulo fala de mais de quinhentos irmãos de uma vez, que viram o Ressuscitado.

São eles, as santas mulheres, os apóstolos, os discípulos que o viram, as pedras de fundação da Igreja. Porque testemunhas do Ressuscitado.

Pois, "a fé da primeira comunidade dos que crêem tem por fundamento o testemunho de homens concretos, conhecidos dos cristãos e, na maioria dos casos, vivendo ainda entre eles", ensina o Catecismo da Igreja Católica. A ressurreição de Cristo é um fato histórico.

Na verdade, os apóstolos não eram pessoas crédulas. Tanto é assim que alguns deles não acreditaram de imediato na notícia da ressurreição. Tão abalados que ficaram com a paixão e morte de Jesus.

Apesar de ter ele afirmado que haveria de morrer, mas ressuscitaria. De fato, estavam eles abatidos com a morte de seu Mestre. "Com rosto sóbrio" (Lc 24,17) e assustados.

Nem sequer acreditaram nas santas mulheres, que voltando do sepulcro afirmavam que Jesus havia ressuscitado. "As palavras delas pareceram-lhes desvarios" (Lc 24,11), diz São Lucas.

Jesus, ao se manifestar aos onze, na tarde de Páscoa, "censura-lhes a incredulidade e a dureza de coração, porque não haviam dado crédito aos que tinham, visto o Ressuscitado" (Mc 16,14).

Tanto não eram pessoas ingênuas que ao aparecer-lhes Jesus Ressuscitado, julgavam que se tratava de um espírito, um fantasma. Tomé é um dos que duvidavam da ressurreição de Jesus, mas se dobra diante da evidência, da experiência direta da realidade, e, por isso, profere uma das mais belas profissão de fé: "Meu Senhor e meu Deus!" (Jo 20,28).

Daí que, não tem qualquer consistência a hipótese de que a ressurreição de Jesus é o produto da fé ou da credulidade dos apóstolos.