Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ENQUETE
O QUE LEVA UMA PESSOA A USAR DROGAS?
FALTA DE INFORMAÇAO
UM REFÚGIO P/ PROBLEMAS
FALTA ESTRUTURA FAMILIAR
AUSÊNCIA DE DEUS
Ver Resultados

Rating: 3.2/5 (3288 votos)




ONLINE
4





Partilhe este Site...



CLIQUE NAS IMAGENS.:CN

PEDIDOS DE ORAÇOES

SEU NOME NUMA MISSAhttp://marciosantana.no.comunidades.net/006.jpg

 

SANTA MISSA TERÇO ONLINELITURGIA DIARIA

BIBLIA ON-LINEcatecismo da igreja católicaVATICANO ON-LINEDIOCESE DE JANAUBAPARÓQUIA SÃO JOAQUIM PORTEIRINHA MGVELA VIRTUALTV CANÇÃO NOVA MÚSICA CATÓLICA

CHAT CATÓLICOPAPEIS DE PAREDECATECISMO DA IGREJA CATÓLICASANTOS E SANTAS DE DEUS

ECC voce aquihttp://marciosantana.no.comunidades.net/006.jpg

 

Em breve teremos

muitas novidades...

Aguardem.

Obrigado ...                                            

Márcio Santana

 

 

 


SANTOS E SANTAS
SANTOS E SANTAS

 

 ZSANTO

Anjo da guarda

- 2 de outubro

Assim que a criança nasce, no momento do parto, por determinação Divina o Anjo da Guarda daquele ser assume o seu posto de guardião e jamais se afasta, até o retorno da Alma à eternidade. É importante realçar esta realidade: sempre que nasce uma criatura na Terra, o Criador providencia o nascimento de seu Anjo da Guarda no Céu. Então, significa dizer que cada Anjo Custódio é específico, ou seja, é feito especialmente para uma pessoa.

O Santo Anjo da Guarda tem uma missão insubstituível ao longo da existência. Embora sempre silencioso e oculto, inspira a prática das boas intenções e boas obras; ilumina o espírito na busca da verdade, para que a mente não se afaste da doutrina correta; insinua sugestões a problemas de difícil solução; conduz as pessoas a cultivarem santos ideais, com o objetivo maior de dilatar cada vez mais o reino de Deus; estimula a prática da fidelidade, da justiça e do amor fraterno, zelando e orientando as pessoas pelo caminho da salvação eterna. Por sua natureza Angélica espiritual, o Santo Anjo da Guarda é bonito, formoso, cativante e delicado, porque é uma emanação da beleza e das virtudes do Criador. A beleza Angélica está relacionada diretamente com as virtudes, dons e prerrogativas que o Anjo recebeu do Senhor. São Bernardo de Claraval resume em três atitudes o comportamento que as pessoas devem ter em relação ao Santo Anjo da Guarda: - Atitude de Respeito - Porque é um ser mais perfeito e mais digno do que nós. - Atitude de Confiança - Para confidenciar-lhe as dificuldades e pedir-lhe ajuda, luzes e disposição para cumprirmos a missão da vida. - Atitude de Amor, Devoção e Gratidão - A fim de que sejamos dóceis às suas inspirações, porque na realidade são inspirações de Deus; ter confiança nas iniciativas dele e agradecer ao Santo Anjo da Guarda a preciosa e benéfica intercessão junto ao Criador.

Por fim, nunca podemos nos esquecer que o Anjo da Guarda diariamente está diante da Face do Senhor. Então, verdadeiramente ele é um poderoso aliado se soubermos desfrutar de sua fiel e perseverante amizade.

:: Oração ao Anjo da Guarda Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador, já que a ti me confiou a piedade Divina, sempre me rege, me guarda, me governa e ilumina. Amém

 

Joana D'arc

- 30 de maio

Com alegria recordamos a vida da heroína francesa que com apenas 19 anos tornou-se guerreira e mártir. A muito conhecida Santa Joana D'Arc, nasceu em Lorena, na França, no ano de 1412. Simples, trabalhadora e analfabeta, era uma menina muito rica na vida com Deus e seu povo, sendo assim ajudada pelo Arcanjo Miguel e santas de sua devoção, deixou-se trabalhar pela Providência Divina que a formava para uma especial missão: liderar a libertação dos povos franceses, das mãos dos ingleses opressores.

Depois de se apresentar ao rei e ser comprovada sua Inspirada intenção Santa Joana D'Arc recebeu a permissão para liderar o exército francês que na batalha de Orléans conquistou, sob o comando de Joana, a vitória e a coroa do rei Carlos VII. Santa Joana quis voltar a sua vida de campo, mas diante da insistência do rei foi liderar o combate em Paris, mas desta vez foi ferida, presa, entregue às autoridades inglesas, que através de sacerdotes renegados, instrumentalizaram a Igreja e o Governo para conseguirem a condenação da fogueira para Joana. Nos lábios dos mentirosos estava a acusação de blasfema, herege e bruxa, enquanto na boca de Joana que morria queimada estava os Santíssimos nomes de Jesus e Maria, morreu em 1431 e foi 20 anos mais tarde inocentada pela Igreja que a venera como mártir.

Santa Joana D'arc, rogai por nós

 

Nossa Senhora Aparecida

- 12 de outubro

Em 1717, na cidade de Guaratinguetá, Estado de São Paulo, Brasil, após várias horas pescando sem resultados, três pescadores retiraram do rio Paraíba o corpo de uma imagem sem cabeça. Em seguida, lançada a rede novamente, encontraram a cabeça da imagem. Surpresos, lançaram a rede pela terceira vez e a pescaria foi tanta que puderam encher suas canoas. Esses três pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso, limparam a imagem apanhada no rio e notaram que se tratava da imagem de Nossa Senhora da Conceição, de cor escura.

A imagem foi levada, a princípio, ao oratório de sua humilde casa, e diante dela realizavam suas orações. E desde aquele tempo Nossa Senhora começou a fazer milagres ali devido à crescente devoção do povo.

Em 1745 foi construída uma capela no morro dos coqueiros, que margeia o Paraíba e uma missa foi celebrada. A imagem passou a ser chamada de Aparecida e deu origem à cidade de mesmo nome. Em 1888 a antiga capela foi substituída por outra maior. Em 8 de setembro de 1904 foi realizada a solene coroação da imagem de Nossa Senhora Aparecida, e em 1908, o santuário foi elevado à dignidade de Basílica pelo Papa.

Em 1930, o Papa Pio XI, proclamou Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. Em 1967, no aniversário de 250 anos de devoção, o Papa Paulo VI ofereceu a Rosa de Ouro ao Santuário Nacional inteiramente dedicado à Nossa Senhora da Conceição Aparecida. A partir de 1950 já se pensava na construção de um novo templo mariano devido ao crescente número de romarias. O majestoso templo foi consagrado pelo Papa, após mais de vinte e cinco anos de construção, no dia 4 de julho de 1980, na primeira visita de João Paulo II ao Brasil.

::.Oração

Querida Mãe Nossa Senhora Aparecida. Vós que nos amais e nos guiais todos os dias, vós que sois a mais bela das Mães, a quem eu amo de todo o meu coração. Eu vos peço mais uma vez que me ajudeis a alcançar uma graça. Sei que me ajudareis e sei que me acompanhareis sempre, até a hora da minha morte. Amém.

 

Nossa Senhora de Lourdes

- 11 de fevereiro

A primeira aparição de Nossa Senhora de Lourdes aconteceu no dia 11 de fevereiro de 1858. Maria se revelou para Bernadette Soubirous, uma menina pobre e analfabeta de 14 anos, que havia saído com a irmã e uma amiga para catar gravetos em um lugar chamado Massabielle, próximo à cidade de Lourdes, na França. Segundo a descrição de Bernadette, ao atravessar um pequeno riacho, ouviu um estalido e viu maravilhada, diante de uma gruta, a Senhora resplandecente, vestida de branco e com um cinto azul na cintura.

Ela convidou a menina para rezarem juntas o terço. Como era de se esperar, ninguém acreditou na história de Bernadette, mas as aparições continuaram a se repetir. Em 25 de fevereiro, a Senhora pediu a Bernadette que raspasse um lugar na rocha para beber água. A menina obedeceu, raspou a pedra com as unhas e dali brotou um filete de água: a fonte milagrosa de Lourdes. No dia 2 de março a Virgem pediu-lhe que convencesse as autoridades do povoado a construírem uma capela para Ela.

Mas até o pároco custou a acreditar nas aparições e a gruta foi interditada para o público. O lugar só foi liberado para visitação por Napoleão III. Na manhã do dia 25 de março Bernadette dirigiu-se novamente para a gruta e insistiu em fazer uma pergunta que havia ficado sem resposta :

"Senhora, quereis ter a bondade de me dizer quem sois ?" Na terceira vez que perguntou, Nossa Senhora juntou as mãos, ergueu-as... olhou para o céu... depois separando lentamente as mãos e inclinando-as para Bernadette disse: "Eu sou a Imaculada Conceição". Foram 18 aparições no total, de 11 de fevereiro a 10 de julho de 1858. Segundo Laurentin, grande teólogo da Virgem, o elemento principal das mensagens deixadas em Lourdes é a manifestação de Maria na sua Imaculada Conceição. Embora seja inimiga do pecado, Ela é amiga dos pecadores, não enquanto estão ligados às suas faltas ou se gloriam delas, mas enquanto se vêem esmagados pelo sofrimentos físicos e morais, conseqüência do pecado. Reduzida à sua expressão mais simples, a mensagem de Lourdes pode ser sintetizada como a Virgem sem pecado, que vem socorrer os pecadores.

Desde 1858 até hoje, contínuas multidões se têm reunido em Lourdes, que se tornou o maior santuário da França. Em 1925, o Papa Pio XI declarou Bernadette bem-aventurada e, em 1933, tornou-a santa. A festa de Nossa Senhora de Lourdes é celebrada no dia 11 de fevereiro.

:: Oração à Nossa Senhora de Lourdes

composta pelo Papa Pio XII

Dóceis ao convite de vossa voz maternal, Ó Virgem Imaculada de Lourdes, acorremos a vossos pés junto da humilde gruta onde vos dignastes aparecer para indicar aos que se extraviam, o caminho da oração e da penitência, e para dispensar aos que sofrem, as graças e os prodígios da vossa soberana bondade. Recebei, Rainha compassiva, os louvores e as súplicas que os povos e as nações oprimidos pela amargura e pela angústia elevam confiantes a vós. Ó resplandecente visão do paraíso, expulsai dos espíritos - pela luz da fé - as trevas do erro. Ó místico rosário com o celeste perfume da esperança, aliviai as almas abatidas. Ó fonte inesgotável de água salutar com as ondas da divina caridade, reanimai os corações áridos. Fazei que todos nós, que somos vossos filhos por vós confortados em nossas penas, protegidos nos perigos, sustentados nas lutas, nos amemos uns aos outros e sirvamos tão bem ao vosso doce Jesus que mereçamos as alegrias eternas junto a vosso trono no céu. Amém.

 ZNOSSA DESA

N. S. Desatadora dos Nós

- 15 de agosto

Este quadro foi pintado por um artista alemão, Johann Schmittdner, em 1700, movido por uma inspiração bíblica. O painel de 1,10 metro de largura por 1,82 metro de altura, encontra-se na pequena capela de St. Peter Am Perlach, na cidade de Ausburg, Alemanha. Para pintá-lo, o artista inspirou-se nos seguintes dizeres do século III: "Eva, por sua desobediência, atou o nó da desgraça para o gênero humano; Maria, por sua obediência, o desatou". Esse pensamento é de Santo Irineu, bispo de Lyon e mártir no ano de 202. Nesse belíssimo quadro, Maria é representada como a Imaculada Conceição. Ela está situada entre o céu e a terra, e o Espírito Santo derrama suas luzes sobre a Virgem.

Em cima de sua cabeça estão doze estrelas, que significam as doze tribos de Israel e o número de apóstolos, por quem, após a morte de Jesus, foi chamada de Mestra nas dúvidas, consoladora nas angústias e fortaleza nas perseguições. Neste quadro, Ela surge exatamente conforme São João relatou em Apocalipse 12 : "Um grande sinal do céu: uma Mulher revestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas." Outro ponto marcante no quadro é o manto azul que Maria está usando. A veste parece estar em movimento e simboliza a glória que reveste a Rainha no céu.

Ao vê-la tão bela e gloriosa, os anjos perguntaram: "Quem é esta que surge qual aurora nascente, bela como a lua, refulgurante como o sol, imponente como um exército formando uma batalha ?" Maria também esmaga com os pés a cabeça de uma serpente, símbolo das forças do mal. Isso porque Ela recebeu do céu o poder de vencer os demônios. Ainda no quadro, um dos anjos entrega à Maria uma faixa com nós maiores e menores, separados e juntos. Estes nós simbolizam o pecado original, nossos pecados cotidianos e suas conseqüências que impedem que as graças frutifiquem livremente em nossa vida. Na parte inferior da pintura há um anjo segurando uma faixa que cai livremente. Mais abaixo, simbolizando a escuridão que domina a Terra, a pintura se mostra bem escura.

Nesse breu pode ser visto um homem sendo guiado por um anjo até o topo da montanha. Dizem que trata-se do arcanjo Rafael que acompanha Tobias figura bíblica do Antigo Testamento) e o ajuda a encontrar-se com Sara, sua esposa escolhida por Deus. Segundo dizem alguns biógrafos, essa história está no quadro para mostrar que Maria Desatadora dos Nós concede inúmeras graças no casamento e promove a reconciliação das famílias.

Assim, Nossa Senhora Desatadora dos Nós é invocada como aquela que nos ajuda a tirar todos os males de aflições que nos escravizam e nos tornam infelizes e pessimistas, dando-nos a verdadeira liberdade que só seu Filho Nosso Senhor Jesus Cristo pode nos dar.

 

:: Oração à N. S. Desatadora dos Nós

Santa Maria, cheia da presença de Deus, durante os dias de tua vida aceitastes com toda a humildade a vontade do Pai, e o Maligno nunca foi capaz de envolver-lhe com suas confusões. Junto a Teu Filho, intercedestes por nossas dificuldades e, com toda paciência, nos destes exemplo de como desenrolar as linhas de nossa vida. E, ao se dar para sempre como nossa Mãe, pões em ordem e fazes mais claros os laços que nos unem ao Senhor. Santa Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, Tu que com coração materno desatas os nós que entorpecem nossa vida, te pedimos que recebas em tuas mãos a(o).......... e que a(o) livres das amarras e confusões com que a(o) castiga aquele que é nosso inimigo. Por tua graça, por tua intercessão, com teu exemplo, livra-nos de todo o mal, Senhora Nossa, e desata os nós que impedem de nos unirmos a Deus para que, livres de toda confusão e erros, O Louvemos em todas as coisas, coloquemos Nele nossos corações e possamos Servi-lo sempre através dos nossos irmãos. Amém!

 

Santa Ana e São Joaquim

- 26 de julho

As poucas informações a respeito destes santos provém de textos apócrifos (escritos naquele tempo, mas não considerados inspirados por Deus e, por isso, não presentes na Bíblia). No caso dos avós de Jesus Cristo, eles são mencionados no Proto-Evangelho de Tiago, escrito no século II.

Ana era filha de Mathan, um sacerdote que vivia em Belém, e tinha outras duas irmãs: Sobe, que foi mãe de Santa Isabel e avó de São João Batista, e Maria, que foi mãe de Maria Salomé. Os raros escritos dizem que Joaquim nasceu em Nazaré, e casou-se com Ana, sendo ambos muito jovens. Além do nome de Joaquim, ao pai da Virgem Santíssima é dado o nome de Cléofas, de Sadoc e de Eli.

Ele era um fazendeiro muito rico, e possuía um enorme rebanho, mas como não tiveram filhos durante muitos anos, eram publicamente debochados (na época, não ter filhos representava uma punição divina, sinônimo de inutilidade). Entretanto, passado um longo período de esterilidade, Santa Ana, aos 40 anos de idade, obteve de Deus a graça do nascimento de Maria. A fim de cumprir o voto que havia feito, aos três anos levou a menina ao Templo, deixando-a ao serviço divino. Neste local Maria foi educada, ficando aí até o tempo do noivado com São José. O culto aos pais da Virgem Maria é antigo, sobretudo entre os gregos. A princípio eram comemorados em datas separadas, mas depois de muitas mudanças, passaram a ser celebrados juntos, em 26 de Julho.

A devoção a Santa Ana chegou a ser atacada por Martinho Lutero, especialmente as imagens com Jesus e Maria, favoritos dos pintores da Renascença. Em resposta, a Santa Sé estendeu a sua festa para toda a Igreja em 1582. Os cultos a São Joaquim começaram no Oeste, nas colunas e nos arcos em Veneza, por volta do século VI. Tal devoção estendeu-se por todo Ocidente e atingiu seu desenvolvimento a partir do século XVI. "Pelos frutos conheceis a árvore", disse Jesus no Evangelho. Nós conhecemos o fruto suavíssimo vindo da velha planta: A Virgem Imaculada, isenta do pecado de origem desde o primeiro instante de sua concepção, por privilégio único, para ser depois o tabernáculo vivo do Deus feito homem. Pela santidade do fruto, Maria, deduzimos a santidade dos pais, Ana e Joaquim.

::Oração Senhora Sant'Ana,

fostes chamada por Deus a colaborar na salvação do mundo. Seguindo os caminhos da Providência Divina, recebeste São Joaquim por Esposo. Deste vosso matrimônio, vivido em santidade, nasceu Maria Santíssima, que seria a Mãe de Jesus Cristo. Formando Vós família tão santa, confiantes nós vos pedimos por esta nossa família. Alcançai-nos a todos as graças de Deus: aos pais deste lar, que vivam na santidade do matrimônio e formem seus filhos segundo o Evangelho; aos filhos desta casa, que cresçam em sabedoria, graça e santidade e encontrem a vocação a que Deus os chamou. E a todos nós, Pais e Filhos, alcançai-nos a alegria de viver fielmente na Igreja de Cristo, guiados sempre pelo Espírito Santo, para que um dia, após as alegrias e sofrimentos desta vida, mereçamos também nós chegar à casa do Pai, onde vos possamos encontrar, para junto sermos eternamente felizes, no Cristo, pelo Espírito Santo. Amém.

 

Santa Cecília

- 22 de novembro

Santa Cecília viveu no século III e pertencia a uma das famílias mais tradicionais de Roma. Assim que atingiu a maturidade, seus pais a prometeram em casamento para um jovem chamado Valeriano, também membro da alta sociedade local. Mesmo contra sua vontade, Cecília aceitou a decisão de seus pais, mas pediu que o rapaz se convertesse ao Cristianismo e respeitasse o seu voto de castidade, concedido a Deus. Valeriano, então, foi catequisado e batizado pelo Papa Urbano e, após o casamento, seu irmão Tibúrcio também tornou-se cristão. Nesta época, por ordem do alcade Almachius, era proibido o sepultamento de cristãos em Roma, mas Valeriano e Tibúrcio, desobedecendo as leis vigentes na época, dedicaram-se a sepultar todos os cadáveres de cristãos que encontravam.

Ambos acabaram sendo presos e levados diante do alcade, que lhes garantiu a liberdade caso adorassem o Deus Júpiter. Eles, porém, disseram que adorariam somente o verdadeiro Deus e seu filho Jesus Cristo. Pela recusa, foram cruelmente torturados e condenados a morte, sendo os dois decapitados na localidade de Pagus Tropius, nas proximidades de Roma.

Cecília foi presa quando enterrava os corpos do marido e do cunhado. Levada a julgamento, também negou-se a adorar outro Deus, e disse preferir a morte a ter que renegar o Cristianismo. Assim sendo, foi condenada a morte por asfixia, em uma câmara de banho turco totalmente fechada. Ao ser colocada na câmara, começou a cantar incessantemente músicas de louvor a Deus - por este motivo e pelo dom de ouvir músicas vindas dos céus, ficou consagrada como padroeira dos músicos. Passadas várias horas, Almachius ficou furioso, pois Cecília não morria e continuava a cantar.

Ordenou, então, que a mesma fosse degolada, mas inexplicavelmente o soldado não conseguiu cortar sua cabeça, sendo que Cecília somente viria a morrer três dias depois, devido aos ferimentos no pescoço. Ela foi enterrada no cemitério de São Calistus, mas o Papa Paschal I ordenou que suas relíquias fossem levadas para a cidade de Trastevere, na Itália, onde hoje se encontra a catedral de Santa Cecília.

Pouco antes de sua morte, Cecília pediu ao papa Urbano que transformasse sua bela casa em um templo de orações, que todos os seus bens fossem doados aos pobres. Atualmente, na Europa, Santa Cecília é a santa que possui o maior número de igrejas e capelas, dentre todos os santos da Igreja Católica.

 

:: Oração à Santa Cecília

Ó, gloriosa Santa Cecília, apóstolo de caridade, espelho de pureza e modelo de esposa cristã ! Por aquela fé esclarecida, com que afrontastes os enganosos deleites do mundo pagão, alcançai-nos o amoroso conhecimento das verdades cristãs, para que conformemos a nossa vida com a santa lei de Deus e da sua Igreja.Revesti-nos de inviolável confiança na misericórdia de Deus, pelos merecimentos infinitos de Nosso Senhor Jesus Cristo. Dilatai o nosso coração, para que, abrasados do amor de Deus, não nos desviemos jamais da salvação eterna. Gloriosa Padroeira nossa, que os vossos exemplos de fé e de virtude sejam para todos nós, um brado de alerta, para que estejamos sempre atentos à vontade de Deus, na prosperidade como nas provações, no caminho do céu e da salvação eterna. Assim seja...amém.

 

Santa Clara

- 11 de agosto

Santa Clara nasceu em Assis, Itália, no ano de 1193, e o interessante é que seu nome vem de uma inspiração dada à sua religiosa mãe, a qual haveria de ter uma filha que iluminaria o mundo. Pertencia a uma nobre família e era dotada de grande beleza. Destacou-se desde cedo pela sua caridade e respeito para com os pequenos, tanto que ao deparar-se com a pobreza evangélica vivida por Francisco de Assis, foi tomada pela irresistível tendência religiosa de segui-lo. Enfrentando a oposição da família, que pretendia arranjar-lhe um casamento vantajoso, aos dezoito anos Clara abandonou seu lar para seguir Jesus mais radicalmente. Para isto foi ao encontro de São Francisco de Assis na Porciúncula e fundou o ramo feminino da Ordem Franciscana, também conhecido como das Damas Pobres ou Clarissas.

Viveu na prática e no amor da mais estrita pobreza. Seu primeiro milagre foi em vida, demonstrando sua grande fé. Conta-se que uma das irmãs de sua congregação havia saído para pedir esmolas para os pobres que iam ao mosteiro. Como não conseguiu quase nada, voltou desanimada e foi consolada por Santa Clara que lhe disse: "Confia em Deus !" Quando a santa se afastou, a outra freira foi pegar o embrulho que trouxera e não agüentou mais levantá-lo.

Tudo havia se multiplicado. Em outra ocasião, quando da invasão de Assis pelos sarracenos, Santa Clara apanhou o cálice com hóstias consagradas e enfrentou o chefe deles, dizendo que Jesus Cristo era mais forte que eles. Os agressores, tomados de repente por inexplicável pânico, fugiram.

Por este milagre é que Santa Clara segura o cálice na mão. Um ano antes de sua morte em 1253, Santa Clara assistiu a Celebração da Eucaristia sem precisar sair de seu leito. Neste sentido é que é aclamada como protetora da televisão.

::Oração

Pela intercessão de Santa Clara, ó Senhor Todo Poderoso me abençõe e proteja; volte para mim os seus olhos misericordiosos, dê-me a paz e a tranquilidade, derrame sobre mim as suas copiosas graças e, depois desta vida, aceite-me no céu em companhia de Santa Clara e de todo o santuário. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Rezar 1 Ave Maria, 1 Pai Nosso e fazer o Sinal da Cruz.

 

Exaltação da Santa Cruz

- 14 de setembro

Nos reunimos com todos os Santos, neste dia, para exaltar a Santa Cruz, que é fonte de santidade e símbolo revelador da vitória de Jesus sobre o pecado, morte e demônio; também na Cruz encontramos o maior sinal do amor de Deus, por isso : "Nós, porém, pregamos um Messias crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os pagãos " (I Cor 1,23) Esta festividade está ligada à dedicação de duas importantes basílicas construídas em Jerusalém por ordem de Constantino, filho de Santa Helena.

Uma, construída sobre o Monte do Gólgota e outra, no lugar em que Cristo Jesus foi sepultado e ressuscitado pelo poder de Deus. A dedicação destas duas basílicas remonta ao ano 335, quando a Santa Cruz foi exaltada ou apresentada aos fiéis. Encontrada por Santa Helena, foi roubada pelos Persas e resgatada pelo imperador Heráclio. Graças a Deus a Cruz está guardada na tradição e no coração de cada verdadeiro Cristão, por isso neste dia, a Igreja nos convida a rezarmos : " Do Rei avança o estandarte, fulge o mistério da Cruz, onde por nós suspenso o autor da vida, Jesus.

Do lado morto de Cristo, ao golpe que lhe vibravam, para lavar meu pecado o sangue e a água jorravam. Árvore esplêndida bela de rubra púrpura ornada dos santos membros tocar digna só tu foste achada". "Viva Jesus! Viva a Santa cruz!" Santa Cruz...sede a nossa salvação!

 

Santa Luzia

- 13 de dezembro

Santa Luzia pertencia a uma rica familia de Siracusa, na Itália, tendo recebido ótima formação cristã, ao ponto de Luzia ter feito um voto de viver virgindade perpétua. Com a morte do pai, Luzia soube que sua mãe a queria casada com um jovem de distinta família, porém pagão.

Nessa ocasião, sua mãe adoece gravemente e Luzia, que era devota de Santa Águeda, leva sua mãe à tumba da santa. Milagrosamente, sua mãe recupera a saúde e acaba concordando que a filha seguisse a vida que escolhera, consentindo também, que distribuísse seu rico dote entre os pobres. O noivo rejeitado vingou-se, entregando Luzia como cristã ao procônsul.

Este ameaçou Luzia de colocá-la no prostíbulo e sua resposta foi: "O corpo se contamina se a alma consente". Assim sendo, dezenas de soldados tentaram carregá-la, mas o corpo de Luzia pesava muito, nada conseguindo. Contam que enquanto estava presa, arrancaram-lhe os olhos, mas no dia seguinte estavam novamente perfeitos. Por este milagre é que ela é venerada como protetora dos olhos.

Santa Luzia, não querendo oferecer sacríficio ao deuses e nem quebrar o seu santo voto, foi decapitada em 303, para assim testemunhar com a vida - ou morte - o que disse: "Adoro a um só Deus verdadeiro, e a ele prometi amor e fidelidade".

 

:: Oração à Santa Luzia

Ó, Santa Luzia, que preferistes deixar que os vossos olhos fossem vazados e arrancados antes de negar a fé e conspurcar vossa alma; e Deus, com um milagre extraordinário, vos devolveu outros dois olhos sãos e perfeitos para recompensar vossa virtude e vossa fé, e vos constituiu protetora contra as doenças dos olhos, eu recorro a vós para que protejais minhas vistas e cureis a doença dos meus olhos. Ó, Santa Luzia, conservai a luz dos meus olhos para que eu possa ver as belezas da criação. Conservai também os olhos de minha alma, a fé, pela qual posso conhecer o meu Deus, compreender os seus ensinamentos, reconhecer o seu amor para comigo e nunca errar o caminho que me conduzirá onde vós, Santa Luzia, vos encontrais, em companhia dos anjos e santuário. Santa Luzia, protegei meus olhos e conservai minha fé. Amém.

 

Madre Paulina

- 9 de lulho

Amabile Lucia Visitainer nasceu em 16 de dezembro de 1865, na região de Trento, Itália. Em 1875, se mudou com os pais e os irmãos para Vígolo, em Santa Catarina, a 100 quilômetros de Florianópolis. Aos 22 anos ela perdeu a mãe, que faleceu ao tentar dar à luz seu quinto filho e Amabile se tornou responsável pela casa. Em 1890, uma mulher da região adoeceu gravemente e seus parentes não queriam cuidar dela. Amabile, junto com uma amiga, Virgínia, levou a doente para um casebre próximo à igreja.

Era um barraco pequeno com um quadro de São Jorge na parede. Ali surgia a Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição. Com ajuda de amigas, ela começou a cuidar de enfermos com enorme devoção. Em 1894 o padre Guiseppe Montero recomendou que ela se mudasse para Nova Trento para poder aumentar sua ação. No ano seguinte, Dom José de Camargo Barros, bispo de Curitiba, abençoou a Congregação; as moças puderam receber os votos e trocar de nome. Amabile passou a ser Irmã Paulina do Coração Agonizante de Jesus e foi escolhida superiora geral da Congregação.

O padre Luigi Rossi, de Nova Trento, foi transferido para São Paulo e levou as Irmãzinhas, para ajudar negros ex-escravos. Madre Paulina e as irmãs então aprenderam o português e passaram a dirigir hospitais e asilos. A filha de uma família rica de São Paulo, Anna Brotero de Barros, se transformou em benfeitora do Asilo da Sagrada Família, localizado na zona sul da cidade, que era administrado pela Congregação.

Como tinha prestígio junto à cúpula da Igreja, queria ser consultada sobre todos os assuntos do asilo e até na ordem interna das Irmãzinhas. Madre Paulina considerou as intromissões indevidas. Dom Duarte Leopoldo da Silva, arcebispo de São Paulo, destituiu Madre Paulina do cargo vitalício de superiora.

Os dez anos seguintes ela passou na Santa Casa de Bragança Paulista. Em 1918, ela é chamada de volta a São Paulo. Estava sendo escrita a história da Congregação e ela serviria como "fonte histórica", e passou a ser venerada como a fundadora da organização. Até o final de sua vida, morou na sede da Congregação, na capital de São Paulo. Irmã Paulina sofria de diabetes.

Em 1938, teve que amputar o dedo médio da mão direita e, posteriormente, todo o braço, por causa de uma gangrena. Com relação a estes infortúnios, Madre Paulina comentava: "Jesus me pediu primeiro o dedo. Depois o braço. Mas eu sou toda dele. Por que negar ?". Estava cega quando morreu em junho de 1942, aos 76 anos.

Em 1933, o Papa Pio XI assinou o Decreto de Louvor reconhecendo a importância de sua obra de caridade. O processo de canonização de Madre Paulina teve início em 1965. Dois milagres foram confirmados pelo Vaticano, para que o processo fosse concluído. No dia 19 de maio de 2002, Madre Paulina foi canonizada pelo Papa João Paulo II, tornando-se a primeira santa brasileira.

 

::Oração

Ó Madre Paulina, tu que puseste toda a tua confiança no Pai e em Jesus Cristo e que inspirada por Maria te decidiste ajudar o teu povo sofrido, nós te confiamos a Igreja que tanto amas, nossas vidas, nossas famílias, os religiosos e todo o povo de Deus. (Peça a graça que desejas alcançar). Madre Paulina, intercede por nós junto ao Pai, a fim de que tenhamos a coragem de lutar sempre na conquista de um mundo mais humano, justo e fraterno. Amém.

Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória ao Pai

 

Santa Rita

- 22 de maio

Santa Rita de Cássia nasceu na Província de Úmbria, Itália, no ano de 1386. Desde criança queria ser freira; mas, por obediência aos pais, se casou aos 12 anos com um homem violento, infiel e fanfarrão, com quem teve dois filhos. Depois de dezoito anos de casamento, seu marido foi assassinado.

Apesar dos apelos de Rita, seus filhos quiseram vingá-lo, mas morreram antes de conseguir. Viúva e sem filhos, Santa Rita quis entrar para o convento agostiniano de Santa Maria Madalena, em Cássia, e inicialmente não foi aceita por ser viúva. Finalmente admitida por volta de 1407, tomou o hábito da ordem e fez sua profissão.

Foi um exemplo de vida religiosa, com suas orações e mortificações. Ela se devotou especialmente a cuidar de irmãs doentes e a aconselhar pecadores. Em 1417, na vigília de sua profissão religiosa, teve uma visão semelhante a da escada de Jacob.

No ano seguinte, ocorreu-lhe outro milagre estupendo. Ordenando-lhe a superiora, em nome da obediência que rega-se todos os dias um sarmento seco de vinha, mal transcorreu um ano, já daquele ramo morto brotavam cachos de uvas abundantes e saborosas.

E a videira, apesar de velha de cinco séculos, ainda hoje está viçosa. Em 1456, estava enferma, quando, visitada por uma parente, lhe pediu uma rosa e alguns figos. Aparentemente o pedido era um absurdo, porque estavam em pleno inverno. Replicando Rita a objeção da parente mandou que fosse ao seu jardinzinho de Rocca Porena, onde, apesar do gelo e da neve, tudo havia de encontrar.

E assim aconteceu. Fez meditações tão intensas na Paixão de Cristo que lhe apareceu na testa uma ferida, como se fosse causada por uma coroa de espinhos. A ferida permaneceu incurável por quinze anos. Santa Rita faleceu de tuberculose no dia 22 de maio de 1457, aos 76 anos.

Foi beatificada em 1626 pelo Papa Urbano VIII, que, em 1637, autorizou sua missa e seus ofícios. Por causa dos muitos milagres ocorridos graças à sua intercessão, recebeu na Espanha o título de santa dos casos impossíveis.

Foi canonizada em 24 de Maio de 1900 por Leão XII. Em 1946, foi construída uma nova basílica em Cássia, onde se encontra seu corpo incorrupto. Seu culto é dos mais populares no mundo inteiro por ser padroeira, junto com São Judas Tadeu, dos casos impossíveis. É também protetora absoluta das mães e esposas que sofrem pelos maus tratos de seus maridos.

 

:: Oração à Santa Rita de Cássia

Ó poderosa e gloriosa Santa Rita, chamada Santa dos impossíveis, advogada dos casos desesperados, auxiliadora da última hora, refúgio e abrigo da dor que arrasta para o abismo do pecado e da desesperação, com toda a confiança no vosso poder junto ao Coração Sagrado de Jesus, a Vós recorro no caso difícil e imprevisto, que dolorosamente oprime o meu coração. Obtende-me a graça que desejo, pois, sendo-me necessária a quero. Apresentada por vós a minha oração, o meu pedido, por vós que sois tão amada por Deus, certamente serei atendido. Dizei a Nosso Senhor que me valerei da graça para melhorar a minha vida e os meus costumes e para cantar na terra e no céu a divina misericórdia.

Rezar 1 Pai-nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória ao Pai.

 

Santa Terezinha

- 1 de outubro

"Não quero ser Santa pela metade, escolho tudo". Francesinha, que nasceu em Aliçon 1873, e morreu no ano de 1897. Santa Teresinha não só descobriu que no coração da Igreja sua vocação era o amor, mas sabia que o seu coração - e o de todos nós - foi feito para amar.

Terezinha entrou com 15 anos no Mosteiro das Carmelitas em Lisieux, com a autorização do Papa Leão XIII e sua vida passou na humildade, simplicidade e confiança plena em Deus. Todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior, ofereciam a Deus pela salvação das almas e na intenção da Igreja.

Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face, esteve como criança para o pai, livre, igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus, e tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou um lindo e possível caminho de santidade: infãncia espiritual.

O mais profundo desejo do coração de Teresinha era ter sido missionária "desde a criação do mundo, até a consumação dos séculos". Sua vida nos deixou como proposta, selada na autobiografia "História de uma alma", e como intercessora dos missionários sacerdotes e pecadores que não conheciam Jesus, continua ainda hoje, vivendo o Céu, fazendo o bem aos da terra. Proclamada principal padroeira das missões em 1927, padroeira secundária da França em 1944, e Doutora da Igreja, Santa Teresinha nos ensina o caminho da santidade pela humildade e sofrimentos. A primeira palavra que esta santa do Amor leu sozinha, bem expressa sua busca, pois leu: " céus "; já as última palavras proclamadas com apenas 24 anos, testemunharam o seu segredo para se chegar na glória, disse: "Não me arrependo de haver me dedicado a amar a Deus" Santa Teresinha do o Menino Jesus... rogai por nós! ::

 

Oração à Santa Terezinha

Santa Teresinha, a vós recorremos em nossas trevas. Alcançai para nós, para a nossa pátria, as luzes do Divino Espírito Santo, para que todo o nosso íntimo seja luz e claridade, para que recebamos sempre os raios benéficos e esplêndidos de quem se apresentava ao mundo como a Luz celeste. Amém

 

Santa Teresa D'avila

- 15 de outubro

Com grande alegria lembramos da vida de santidade daquela virgem que mereceu ser proclamada em 1970 pelo papa Paulo VI, Doutora da Igreja, como Mestra de espiritualidade: "Santa Teresa D'Avila". Como chegou até lá? Teresa nasceu em Àvila, Espanha em 1515 e foi educada de modo sólido e cristão, tanto assim, que Teresa quando criança, se encantou tanto com a leitura da vida dos santos mártires, que combinou fugir com o irmão para uma região onde muitos cristãos eram martirizados, mas nada aconteceu, graças a vigilância dos pais.

Aos vinte anos, ingressou no Carmelo de Àvila, onde viveu no relaxamento, pois muito se apegou as criaturas, parentes e conversas destrutivas, assim como conta no seu livro da vida. Certo dia foi tocada pelo olhar da imagem de um Cristo sofredor, assumiu a partir desta experiência, a sua conversão e voltou ao fervor da espiritualidade Carmelita, ao ponto de criar uma espiritualidade modelo.

Em 1562, Teresa deu início à reforma dos Carmelos tão numerosos na Espanha. Obra gigantesca que exigiu de sua vocação para a contemplação e doação total à ação e suas lutas e experiências místicas, produziram obras imortais, como o caminho da perfeição, as moradas, a autobiografia que são ainda hoje, fontes de perene vida e seta que aponta a finalidade da via carmelita: União absoluta com Deus até se formar uma espécie de matrimônio espiritual entre a alma e Deus.

O seu segredo é o amor. Madre Teresa conseguiu fundar mais de trinta e dois mosteiros, além de recuperar o fervor primitivo de muitas carmelitas, juntamente com São João da Cruz. Teve sofrimentos físicos e morais antes de morrer, até que em 1582 disse uma das últimas palavras: "Senhor, sou filha de vossa Igreja. Como filha da Igreja Católica quero morrer". Santa Teresa D'Avila... rogai por nós!

 

Santo Antônio

- 13 de junho

Santo Antônio de Pádua, também conhecido como Santo Antônio de Lisboa, nasceu em Lisboa, no ano de 1195, com o nome de Fernando de Bulhões y Taveira de Azevedo. É contemporâneo de um outro grande santo, São Francisco de Assis. Santo Antônio foi cônego regular em Portugal até os vinte e cinco anos, quando um fato mudou a sua vida. Ao saber que cinco franciscanos tinham sido martirizados em Marrocos, como conseqüência da tentativa de evangelizar infiéis, Santo Antônio decidiu seguir-lhe os passos e ser um missionário.

Foi então que entrou para a ordem dos frades franciscanos e logo foi enviado para trabalhar entre os muçulmanos de Marrocos. Porém, com problemas de saúde, foi obrigado a retornar para a Europa, permanecendo em um eremitério na Itália. Durante este tempo, ocupou vários cargos, como o de professor em sua ordem na Itália e na França e também pregando nos lugares onde a heresia era mais forte.

O combate à heresia era feito não apenas através da pregação, mas também por meio de milagres espantosos. Sabia de cor quase todas as Escrituras e tinha um dom especial para explicar e aplicar as mais difíceis passagens. Em 1231, seu sermão alcançou o ápice de intensidade, porém, foi neste mesmo ano que o santo foi acometido de uma doença inesperada, e ele veio a falecer em Arcella, no dia 13 de junho, aos 36 anos de idade. Santo Antônio foi canonizado por Gregório IX em 30 de maio de 1232.

É um santo de grande popularidade, principalmente nos países latinos, onde o povo costuma invocá-lo para encontrar objetos perdidos e auxiliar moças solteiras a encontrar noivos.

 

1. Oração para os namorados

Meu grande amigo Santo Antônio, tu que és o protetor dos enamorados, olha para mim, para a minha vida, para os meus anseios. Defende-me dos perigos, afasta de mim os fracassos, as desilusões, os desencantos. Faze que eu seja realista, confiante, digno e alegre. Que eu encontre um amor que me agrade, seja trabalhador, virtuoso e responsável. Que eu saiba caminhar para o futuro e para a vida a dois com as disposições de quem recebeu de Deus uma vocação sagrada e um dever social. Que meu amor seja feliz e sem medidas. Que todos os enamorados busquem a mútua compreensão, a comunhão de vida e o crescimento na fé. Assim seja.

 

2. Oração para obtenção de graças

 

Glorioso Santo Antônio, que tivestes a sublime dita de abraçar e afagar o Menino Jesus, alcançai-me deste mesmo Jesus a graça que vos peço e vos imploro do fundo do meu coração (pede-se a graça). Vós que tendes sido tão bondoso para com os pecadores, não olheis para os pecados de quem vos implora, mas antes fazei valer o vosso grande prestígio junto a Deus para atender o meu insistente pedido. Amém.

 

Santo Expedito

- 19 de abril

Santo Expedito era comandante-chefe da XII Legião Romana, aquartelada na cidade de Melitene, no final do século III. Antes de sua conversão ao Cristianismo, tinha uma vida devassa. Quando Santo Expedito estava para se converter, apareceu-lhe um espírito do mal, na forma de um corvo, grasnando CRAS - que em latim significa AMANHÃ - mas esse grande santo pisoteou o corvo, bradando HODIE, que significa HOJE, confirmando sua urgente conversão. Cristão convertido, assim como toda a sua tropa, Expedito foi vítima da ira do imperador Diocleciano. A importância de seu posto fazia dele um alvo especial do ódio do imperador. Foi flagelado até sangrar e depois decapitado pela espada.

A quem ajuda: pessoas com problemas urgentes e de difícil solução. O Santo é também protetor dos militares, estudantes, jovens e viajantes. As imagens de Santo Expedito apresentam-no com traje de legionário, vestido de túnica curta e de manto jogado militarmente atrás das espáduas com postura marcial. Em uma mão sustenta uma palma e na outra uma cruz que ostenta em letras visíveis a palavra "Hodie", em referência ao episódio do espírito do mal, que surge para adiar sua conversão. Calca com o pé vitorioso um corvo que se consome lançando seu grito habitual "Cras".

 

:: Oração à Santo Expedito

Meu Santo Expedito das causas justas e urgentes, interceda por mim junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo. Socorra-me nesta hora de aflição e desespero, meu Santo Expedito, Vós que sois o santo dos desesperados. Vós que sois o santo das causas urgentes, proteja-me, ajuda-me, dê-me forças, coragem e serenidade. Atenda o meu pedido. (Fazer o pedido). Meu Santo Expedito ! Ajuda-me a superar essas horas difíceis, proteja-me de todos que possam me prejudicar, proteja minha família, atenda o meu pedido com urgência. Devolva-me a paz e a tranqüilidade, meu Santo Expedito ! Serei grato pelo resto da minha vida e levarei seu nome a todos que têm fé. Muito obrigado.

Rezar 1 Pai-Nosso, 1 Ave Maria, fazer o sinal da Cruz

 

Santo Inácio de Loyola

- 31 de julho

Santo Inácio de Loyola nasceu no ano de 1491 em Azpeitia, região basca da Espanha. Caçula de 11 irmãos, ficou órfão de mãe aos 8 anos de idade e de pai aos 14 anos. De família nobre, foi pagem da corte e tinha, pela frente, uma carreira promissora no campo militar. O "Solar dos Loyolas", erguido com suntuosidade e largueza junto à cidade de Azpeitia, refletia a nobreza da família.

Era um jovem atraente, de maneiras gentis, culto, adestrado em todos os esportes, valente, espirituoso, enfim, um autêntico fidalgo de uma das cortes mais ricas do mundo. Em 1516, aos 30 anos de idade, Santo Inácio foi chamado para defender o território basco dos seus vizinhos franceses e, na dramática batalha de Pamplona, foi ferido na perna por uma bala de canhão.

Esse evento marcou o fim do primeiro período de sua vida, durante o qual foi, conforme ele mesmo confessou em sua autobiografia, "um homem dado às vaidades do mundo, cujo principal prazer consistia nos exercícios de guerra, que praticava com o grande e fútil desejo de ganhar renome". Durante a convalescença, no castelo de Loyola, solicita livros de cavalaria para passar o tempo.

Em todo o castelo, só encontram dois livros: a "Vita Christi" e a Vida dos Santos. Aos poucos, vai-se entusiasmando e sentindo-se atraído pelo exemplo dos santos. Revê sua vida passada, percebe a necessidade de fazer penitência e começa a encontrar sua liberdade espiritual. Decide deixar sua carreira militar e dedicar sua vida a Cristo e à conversão dos infiéis.

Já totalmente recuperado, vai a Montserrat, mosteiro beneditino nos arredores de Barcelona, onde faz sua confissão geral que dura três dias. Nesse período, escreveu o rascunho dos Exercícios Espirituais, que acabou sendo o código da ascese cristã em todo o mundo. Dali, fez uma peregrinação a Terra Santa, e no retorno foi para Paris estudar filosofia, teologia e línguas, para poder construir o Reino de Cristo na terra.

Nessa cidade começou a exercer seus dons de liderança. Ainda na Sorbonne, ganhou companheiros para sua causa, e dirigidos por ele, fizeram os exercícios espirituais e lançaram os fundamentos da Companhia de Jesus, em 15 de agosto de 1534. Suas regras eram completamente diferentes das existentes até então, unia espiritualidade com disciplina e obediência quase militar, a fim de coordenar o máximo de energia na construção do reino de Cristo.

Essa Ordem foi a maior alavanca para a restauração católica e da Contra-Reforma em todas as regiões da terra, pois além dos votos de pobreza, castidade e obediência, tinha como particularidade uma total obediência ao Papa (o quarto voto). No Brasil, por exemplo, enquanto Inácio ainda vivia, dezenas de missionários jesuítas já aqui estavam trabalhando na evangelização dos índios. Inácio fundou em Roma o Colégio Romano e o Colégio Germânico, seu ideal era grande, muitos apóstolos para a evangelização do mundo. Hoje a Companhia de Jesus conta com uns 27 mil religiosos.

Santo Inácio de Loyola faleceu no dia 31 de julho de 1551, com 65 anos de idade e sua canonização ocorreu em 1862, pelo Papa Gregório XV. Santo Inácio...rogai por nós!

 

São Bento

- 11 de julho

Abade vêm de abbas, que signfica pai, e isto o Santo de hoje bem soube ser do monaquismo ocidental, um verdadeiro pai. São Bento nasceu em Núrcia, próximo de Roma, em 480 numa nobre família que o enviou para estudar na Cidade Eterna, no período de decadência do Império. Diante da decadência também moral e espiritual o jovem Bento abandonou todos os projetos humanos para retirar-se nas montanhas da Úmbria, onde dedicou-se a vida de oração, meditação e aos diversos exercícios para a santidade. Depois de três anos numa retirada gruta passou a atraiu outros que se tornaram discípulos de Cristo pelos passos traçados por Bento que buscou nas Regras de São Pacômio e de São Basílio uma maneira ocidental e romana de vida monástica, foi assim que nasceu o famoso mosteiro de Monte Cassino. A Regra Beneditina devido sua eficácia de inspiração que formava cristãos santos por meio do seguimento dos ensinamentos de Jesus e pratica dos Mandamentos e conselhos evangélicos, logo encantou e dominou a Europa, principalmente com a máxima Ora et labora.

Para São Bento a vida comunitária facilitaria a vivência da Regra, pois dela depende o total equilíbrio psicológico; desta maneira os inúmeros mosteiros que enriqueceram o Cristianismo no ocidente, tornaram-se faróis de evangelização, ciência, escolas e agriculturas, isto até mesmo depois de São Bento ter entrado no Céu com 67 anos. São Bento...rogai por nós!

 

São Francisco

- 4 de outubro

Francisco nasceu em Assis, no centro da Itália, em 1182; jovem orgulhoso, vaidoso e rico que se tornou o mais italiano dos santos e o mais santo dos italianos. Com 24 anos, renunciou a toda riqueza para desposar a senhora pobreza. Aconteceu que Francisco foi para a guerra como cavaleiro, mas doente ouviu e obedeceu a voz do Patrão que pedia seu retorno. No início da conversão viveu como eremita e na solidão, quando recebeu a ordem na igrejinha de São Damião: "vai restaurar minha igreja, que está em ruínas".

Partindo em missão de paz e bem, seguiu com perfeita alegria o Cristo pobre, casto e obediente. Na última etapa de sua vida, recebeu no monte Alverne os estigmas de Cristo em 1224. Já enfraquecido por tanta penitência e cego por chorar pelo amor que não é amado. São Francisco de Assis, na igreja de Santa Maria Maior, encontra-se rodeado pelos seus filhos espirituais, e assim recitar ao mundo o cântico das criaturas. "Altíssimo, onipotente e bom senhor, a ti, Altíssimo, são devidos, só a ti, Altíssimo, são devidos, e homem algum é digno de pronunciar teu nome". Morreu deitado nas humildes cinzas em 3 de outubro de 1226, o Seráfico pai, São Francisco de Assis.

 

::Oração de São Francisco

 

Senhor, Fazei de mim um instrumento de vossa paz ! Onde houver ódio, que eu leve o amor, Onde houver ofensa, que eu leve o perdão. Onde houver discórdia, que eu leve a união. Onde houver dúvida, que eu leve a fé. Onde houver erro, que eu leve a verdade. Onde houver desespero, que eu leve a esperança. Onde houver tristeza, que eu leve a alegria. Onde houver trevas, que eu leve a luz ! Ó Mestre, fazei que eu procure mais. Consolar, que ser consolado. Compreender, que ser compreendido. Amar, que ser amado. Pois é dando, que se recebe. Perdoando, que se é perdoado e é morrendo, que se vive para a vida eterna !

 

São Francisco de Paula

- 2 de abril

Dentre os santos com o nome de Francisco, destaca-se pelo espírito de penitência o eremita São Francisco de Paula. Nascido em 1416 em Paula, na Calábria, recebeu este nome devido o grande amor dos pais para com São Francisco de Assis, este certa vez intercedeu junto ao Cristo pela cura da vista do Santo de hoje. Consagrado a São Francisco de Assis, passou em sinal de louvor, São Francisco de Paula ainda como criança um tempo num convento franciscano; e ao sair acompanhou os pais em peregrinações para Roma . Outro passo decidido pela Vontade de Deus Francisco deu ao se retirar, ainda jovem, para uma experiência de vida eremita. Com base de duras penitências, oração sem cessar, e alimentação feita com raízes e frutas, Francisco dava largos passos a santidade que não ficou escondida , já que muitos descobriram-no para conselhos espirituais e outras para viverem a mesma vida eremita.

Desta forma nasceu a Ordem dos Eremitas de São Francisco de Paula que possuia o lema CARIDADE; e grande ardor para o apostolado. São Francisco de Paula vivia comprometido com Deus e com o próximo, por isto certa vez enfrentou o rei de Nápoles, para denunciar sua opressão para com o povo simples. Deixando a Itália por obediência ao Papa foi para a França onde fez acontecer novas congregações, isto até entrar no Céu em 1505. São Francisco de Paula...rogai por nós!

 

São Judas Tadeu

- 28 de outubro

São Judas Tadeu é natural da Galiléia, na Palestina, sendo filho de Alfeu (também chamado Cleófas) e Maria, que era prima de Maria, Mãe de Jesus. O nome Judas deriva de Judá, que significa Fortíssimo e Celebérrimo.

Um ponto que merece destaque na vida de São Judas é o fato de ele ter sido um dos doze apóstolos, escolhidos pessoalmente por Jesus. Desta forma, ele presenciou muitos milagres realizados por Jesus, participou da instituição da eucaristia na última ceia, testemunhou a morte, ressurreição e ascensão do Senhor. Este glorioso apóstolo de Jesus dedicou sua vida à evangelização. Foi incansável nesta tarefa, pregando o evangelho na Mesopotâmia, Pérsia, Arábia e Iduméia, convertendo muitas almas. Os pagãos, inconformados com a derrota, começaram a colocar o povo pagão contra os apóstolos, prendendo São Judas e São Simão e os levando ao templo do sol. No templo, São Judas disse ao povo: "Para que fiqueis sabendo que estes ídolos que vós adorais são falsos, deles sairão os demônios e os hão de quebrar". No mesmo instante, dois demônios hediondos quebraram todo o templo e desapareceram. Indignado, o povo atirou-se contra os apóstolos furiosamente. Estes foram martirizados de forma cruel. Era um dia claro, quando de repente escureceu todo o céu, e uma horrível tempestade de trovões e raios caiu sobre a cidade, principalmente sobre o templo, matando muitos feiticeiros.

Devido ao seu martírio, São Judas Tadeu é representado em suas imagens segurando um livro, símbolo da palavra que anunciou, e uma machadinha (ou clava ou espada ou alabarda), o instrumento de seu martírio. No Brasil, a devoção a este santo é relativamente recente. Surgiu no início deste século, alcançando, porém, popularidade muito grande. É invocado como o santo dos desesperados e aflitos, das causas sem solução ou perdidas. Sua festa litúrgica celebra-se, todos os anos, na provável data de sua morte: 28 de outubro de 70.

 

:: Oração à São Judas Tadeu

São Judas Tadeu, glorioso apóstolo, fiel servo e amigo de Jesus, o nome do traidor foi a causa de que fôsseis esquecido por muitos, mas a Igreja vos honra e invoca universalmente como patrono nos casos desesperados, nos negócios sem remédios. Rogai por mim que sou um miserável. Fazei uso, eu vos imploro, desse particular privilégio que vos foi concedido, de trazer viável e imediato auxílio, onde o socorro desapareceu quase por completo. Assisti-me nesta grande necessidade, para que eu possa receber as consolações e auxílios do Céu em todas as minhas precisões, atribulações e sofrimentos, alcançando-me a graça de (aqui se faz o pedido particular), e para que eu possa louvar a Deus convosco e com todos os eleitos, por toda eternidade. Eu vos prometo, ó Bendito Judas Tadeu, lembrar-me deste grande favor e nunca deixar de vos honrar como meu especial e poderoso patrono, e fazer de tudo o que estiver ao meu alcance para incentivar a devoção para convosco. Amém. São Judas Tadeu, rogai por nós e por todos os que vos honram e invocam vosso auxílio.

Rezar 3 Pai Nosso, 3 Ave Maria e 3 Glória ao Pai.

 

São Gabriel

- 29 de setembro

O nome deste arcanjo, citado duas vezes nas profecias de Daniel, significa "Força de Deus", mas é muito conhecido devido sua singular missão de mensageiro, uma vez que foi ele quem anunciou o nascimento de João Batista e principalmente anunciou o maior fato histórico: "No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia chamada Nazaré ... O anjo veio à presença de Maria e disse-lhe: "Alegra-te, ó tu que tens o favor de Deus" a partir daí, São Lucas narra no primeiro capítulo do seu Evangelho, como se deu a Encarcação.

 

São Rafael

- 29 de setembro

Um dos sete espíritos que assistem ao Trono de Deus, Rafael aparece no Antigo Testamento, no livro de Tobit. "Tobias foi à procura de alguém que o pudesse acompanhar e conhecesse bem o caminho. Ao sair encontrou o anjo Rafael, em pé diante dele, mas não suspeitou que fosse um anjo de Deus " (Tob 5,4). Este arcanjo de nome "Deus Curou" restituiu a vista do piedoso Tobit, e nos demonstra que a sua presença, bem como a de Miguel e Gabriel, é discreta, porém, amiga e importante. São Rafael... rogai por nós!

 

São Vicente de Paulo

- 2 de abril

"Amarás ao Senhor teu Deus te todo o teu coração, de toda a tua alma e espírito, e amarás ao teu próximo como a ti mesmo". Se não foi o lema, viveu como se fosse, São Vicente de Paulo, que nasceu na Aquitânia em 1581.

No seu tempo a França era uma potência, porém convivia com as crianças abandonadas, prostitutas, pobreza e ruínas causadas pelas revoluções e guerras. Grande sacerdote, gerado numa família pobre e religiosa, São Vicente de Paulo não ficou de braços cruzados, mas se deixou mover pelo espírito de amor. Como Padre trabalhou numa paróquia onde conviveu com as misérias materiais e morais; esta esperiência lhe abriu para as obras da fé.

Numa viagem, foi preso, e com grande humildade viveu na escravidão até converter seu patrão, e conseguiu depois de dois anos, sua liberdade. A partir desse embate com o real, São Vicente de Paulo iniciou a reforma do clero, obras assistenciais, luta contra o jansenismo que esfriava a fé do povo e estragava com seu rigorismo irracional. Fundou também a congregação da missão (Lazarista), e unido a Santa Luisa Marilac, edificou as irmãs de caridade vicentinas. Sabia muito bem tirar dos ricos para dar aos pobres sem usar as forças dos braços, mas a força do coração.

Morreu em 27 de setembro de 1660. o seu corpo permanece intacto ainda hoje! São Vicente de Paulo...rogai por nós!


CLIQUE NO LINK E ACESSE .:


SANTOS E SANTAS DE DEUS